Skip to content

Quanto rende o FGTS? Um mistério incalculável!





Entenda melhor como é feito o cálculo e quanto rende o FGTS. Para quem trabalha com carteira assinada, todos os meses a empresa fica responsável por fazer os depósitos na conta do funcionário do Fundo de Garantia por Tempo de Contribuição (FGTS),

Embora este valor seja para benefício do próprio trabalhador, ele só pode ser sacado em situações específicas. Quando o trabalhador é mandado embora sem justa causa, em caso de doenças graves, na hora de se aposentar, quando vai financiar um imóvel.

Ou em circunstâncias como a liberação do governo para saque de parte do saldo. Como o saque imediato ou o saque aniversário, por exemplo.




No entanto, o que muitas pessoas não sabem é que assim como a poupança, no período em que o trabalhador não pode ou prefere não sacar o FGTS, o valor que ele tem disponível em sua conta fica rendendo.

Se você também possui saldo e não sabe FGTS rende quanto ao mês, fique atento ao nosso conteúdo! Ao longo deste artigo, nós vamos ajudar você a entender melhor sobre este assunto.

Quanto Rende o FGTS ao Mês
Quanto o FGTS Rende por Mês

Quanto Rende o FGTS por Ano?

Você sabe, quanto rende o FGTS ao longo de um ano? Se ainda não sabe, pode ficar tranquilo pois assim como você muitos trabalhadores também têm essa mesma dúvida.

De acordo com a lei n°8.036 que foi sancionada em 11 de maio de 1990, cerca de 30 anos atrás, a base de capitalização de juros do FGTS é de 3% (a.a.) ao ano.

Ou seja, taxa de juros de quanto que rende o FGTS é de 3%. Além da taxa de juros, também é utilizado como base de cálculo a Taxa Referencial (TR).

Quanto Rende o FGTS por mês?

É importante ressaltar, que apesar dos juros ser mencionado ao ano. O cálculo para correção dos rendimentos do FGTS é feito todo dia 10, mensalmente. Isso quer dizer que o FGTS rende por mês.




Além disso, há meses em que a rentabilidade pode variar conforme a inflação que ocorre neste período. Podendo até mesmo ser maior do que a taxa base de 3% ao ano.

Quanto rende o FGTS na Prática?

Com tantos dados, é possível que você tenha ficado confuso em relação ao valor real de quanto rende o FGTS ao mês, não é verdade?




Para que possa ficar mais fácil de entender, imagine que você tenha um salário de R$ 2.000,00.

A empresa, deve depositar todos os meses em sua conta o valor compatível aos 8% do seu salário, que neste caso seria de R$ 160,00.

Caso a base de capitalização de juros do FGTS seja de 3% (a.a.) o FGTS deverá render mensalmente em média, R$ 4,8 + a TR.

E ao Longo de um Ano, quanto seria?

Continuando com essa mesma base de cálculo. Em um ano, após ter depositado 8% ao mês do seu salário em sua conta do FGTS, você teria o montante de R$ 1920,00.

Com a correção de 3%, você teria aproximadamente R$ 1976,20 + a TR. Ou seja, ao longo de um ano o seu FGTS rende de cerca de R$ 57,60.

Porcentos Rende o FGTS
Quanto Rende FGTS

O FGTS inativo também Rende?

São consideradas contas inativas do FGTS, aquelas em que o contrato de trabalho foi encerrado e não foi feito mais nenhum depósito, por parte da empresa.

Caso o trabalhador não faça o saque do saldo, os valores da conta inativa ficam rendendo de forma semelhante ao das contas ativas do FGTS.

Ou seja, o valor de quanto rende os juros do FGTS será de no mínimo 3% a.a. + a Taxa Referencial, como comentamos aqui no artigo.

É possível ter mais de uma Conta Inativa?

Em situações em que o contrato de trabalho foi encerrado, e o trabalhador não tenha feito o saque, em mais de uma empresa é possível ter uma ou mais contas inativas do FGTS.



Nesse caso, até que seja feito o saque dos valores disponíveis, os valores dos saldos de cada uma das contas deverão ficar rendendo igualmente.

Qual a vantagem de não Sacar o FGTS?

Nos últimos anos, o Governo Federal tem aberto algumas exceções para que o trabalhador possa sacar os valores das contas do FGTS. Seja através do saque de contas inativas, o saque imediato ou do saque aniversário.

Essas medidas têm feito com que milhões de pessoas, tenham retirado os valores que tem disponível em suas contas do FGTS.  Mas há situações, em que o melhor mesmo é manter o valor rendendo na conta e não sacar. Veja quais são:

  • Quem não possui reservas: Caso você não possua nenhum tipo de reserva, vale a pena manter o saldo do FGTS e não sacar. Tendo em vista, que está poderá ser sua reserva para situações futuras, em função do percentual que rende o FGTS.
  • Quem possui financiamento imobiliário: Não vale a pena fazer o saque imediato do FGTS e nem o saque aniversário, já que você poderá juntar um montante maior para abater em seu parcelamento no futuro.

Para acompanhar outras dicas e informações sobre o FGTS, continue lendo os nossos artigos aqui em nosso blog → FGTS Consultas.